Como e quando entrar em contato com as universidades japonesas

Recebemos muitos e-mails com dúvidas em relação a quando e como entrar em contato com Professores de universidades Japonesas, e com as próprias universidades.

Escrevemos este artigo para aqueles que vão prestar a bolsa MEXT de pós graduação e também para aqueles pretendem prestar outra bolsa para pós graduação ou pretendem custear os estudos.

Não existem regras absolutas para quando e como entrar em contato, mas espero que as dicas aqui ajudem a lhe guiar neste processo.

 

Quando entrar em contato

Idealmente muitos consulados recomendam entrar em contato com uma universidade japonesa após a aprovação na entrevista da bolsa mext de pós graduação. O motivo é que neste momento você já vai ter em mãos um certificado de pré aprovação do MEXT, o que já garante que suas chances de conseguir financiamento estudantil sejam altas.

Além disso alguns professores de universidades japonesas não respondem e-mails de candidatos que se referem à bolsa MEXT ou outra bolsas sem ter alguma certeza de aprovação. Ter entrado em contato previamente sem certezas pode lhe prejudicar no futuro.

Porém, alguns consulados perguntam aos candidatos se já houve algum tipo de contato com universidade japonesa. Existem alguns casos em que há contato, mas é importante ressaltar que esses casos não são os mais comuns e que o contato prévio não é essencial para conseguir a bolsa.

Existem os casos de pessoas que fizeram intercâmbio no Japão e acabaram criando contato com professores da universidade em que estudou, ou pessoas cujo laboratório/grupo de estudos realiza pesquisa ou tem contato com universidades japonesas, ou ainda pessoas que conheceram pesquisadores japoneses em congressos internacionais. Nestes casos é comum que já exista um professor universitário no Japão disposto a receber um bolsista.

É importante lembrar que professores universitários no Japão (assim como em todo outro lugar no mundo) são profissionais muito ocupados que em geral recebem muitos e-mails diariamente de pessoas interessadas em se juntar ao seu grupo de pesquisa. Caso você queira entrar em contato com um deles é essencial que tenha um bom motivo, como uma bolsa de estudos, e um bom argumento/plano.

Óbvio que a bolsa MEXT não é a única possibilidade de estudar no Japão, existem outras bolsas e possibilidades. O contato com as universidades deve ser realizado de acordo com os requisitos da bolsa/apoio financeiro que está pleiteando.

 

Por fim, para aqueles que vão financiar os próprios estudos, o contato acontece de forma mais direta, já que não existe necessidade de intermédio de outra instituição. Em geral nos sites das universidades há todas informações necessárias para este tipo de contato.

Como entrar em contato

 

Antes de entrar em contato com um professor universitário é altamente recomendável consultar o website da universidade e procurar se há uma forma específica de entrar em contato com o professor ou departamento. Além disso é bom saber exatamente qual tipo de trabalho é desenvolvido pelo professor, e se possível ler alguns artigos publicados por ele.

A forma mais comum de contato nos dias de hoje é e-mail. É essencial utilizar linguagem formal no e-mail, mostrar que conhece o trabalho do professor e ser específico na mensagem.

Muitos consulados recomendam utilizar a língua inglesa para entrar em contato com professores japoneses, o motivo é que, a não ser que seu japonês tenha um nível altíssimo, as chances de cometer alguma gafe são muito mais altas ao utilizar Japonês que ao utilizar Inglês. Isso também ajuda a manter a conversa em um nível internacional.

Por fim, nunca é demais recorrer a guias e tutoriais na internet de como escrever um e-mail formal, como este.

 

 

(Visited 521 times, 1 visits today)